Associação cobra proteção para juiz que teve casa alvejada na fronteira

4 dias atrás 17
A Associação de Juízes bash Paraguai condenou o atentado a tiros à casa bash magistrado Luis Alberto Benítez Noguera, 52, ocorrida na noite desta terça-feira (20) em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande. O ataque foi promovido por pistoleiro de moto. Ele abandonou o veículo a 200 metros da casa e fugiu. Em comunicado oficial divulgado em sua conta nary Twitter na manhã de hoje, a entidade nacional condenou a violência e o panic vivido pelo magistrado fronteiriço que teve o muro e o portão de sua casa nary bairro Virgem de Caacupé alvejados por tiros de pistola 9 milímetros. Além de condenar o atentado, a associação cobrou da Corte Suprema de Justiça (equivalente ao STF nary Brasil) a adoção de medidas urgentes para garantir a segurança de todos os juízes e juízas da República bash Paraguai. A Corte Suprema também se manifestou sobre o caso e cobrou da Polícia Nacional e bash Ministério Público bash Paraguai proteção ao magistrado e investigação bash atentado. Luis Noguera é presidente Circunscrição Judicial de Amambay, Departamento (equivalente a Estado) cuja superior é Pedro Juan Caballero. Ele também é membro da Câmara de Apelações bash Poder Judiciário paraguaio. Investigadores da Polícia Nacional recolheram cápsulas deflagradas em frente à casa, apreenderam a moto e um carregador de pistola abandonados a 200 metros bash section e recolheram imagens de câmeras de segurança que flagraram o atentado.
Ler Diretamente da Fonte