Carros e moto são atingidos por vagões de trem que descarrilaram em Corumbá; professora morre

Tragédia ocorreu no fim da tarde desta quarta-feira. Outras vítimas sofreram ferimentos leves.

Vagões atingiram três carros e uma moto - Reprodução

Uma professora morreu após ter seu veículo atingido por vagões de trem que descarrilaram em Corumbá, município distante 294 quilômetros de Aquidauana, nesta quarta-feira (04). No fim da tarde, a composição realizava manobras na ferrovia, no trecho entre os bairros Centro América e Previsul, próximo ao Hotel Farias, quando os seis vagões se desprenderam. As informações são do Diário Corumbaense.

Conforme o portal, quatro dos seis vagões seguiram desgovernados e foram parar a cerca de dois quilômetros do local em que houve o descarrilamento, atingindo uma moto e três carros, incluindo o Fox cinza de uma coordenadora pedagógica da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), Élida Aparecida de Campos, 44 anos, que foi arrastado e ficou destruído.

Os ocupantes dos outros veículos tiveram apenas ferimentos leves, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Já Élida (foto abaixo) foi socorrida em estado grave, encaminhada para a Santa Casa corumbaense e, em seguida, ao centro cirúrgico. A professora, que apresentava forte inchaço abdominal, suspeita de hemorragia interna e diversos cortes nos braços, acabou não resistindo.

Através de nota à imprensa, a assessoria da Rumo, concessionária responsável pela administração da malha férrea, explicou que as causas do ocorrido serão apuradas.

“Seis vagões da ferrovia boliviana se soltaram do terminal de transbordo de terceiros atingindo automóveis em uma passagem em nível. Os vagões estavam estacionados e não estavam atrelados a nenhum trem da concessionária. A empresa está prestando apoio no atendimento e apurando as causas através de procedimento de investigação”.