Morre terceira vítima de acidente com ultraleve em MS

Guilherme Santos Fernandes, 12 anos, morreu no início da madrugada desta terça-feira. Acidente também causou a morte do irmão dele e do vereador Messias Furtado.

Igor e Guilherme tinham o sonho de voar de ultraleve - Reprodução/Facebook

Guilherme Santos Fernandes, 12 anos, terceira vítima de um acidente com ultraleve em Ivinhema, não resistiu e morreu no início da madrugada desta terça-feira (10), na Santa Casa de Campo Grande. O irmão dele, Igor Davi dos Santos Fernandes, 05 anos, faleceu no próprio local da queda. Já o vereador e delegado aposentado Messias Furtado (PP), 55 anos, morreu nesta segunda-feira (09).

No fim da tarde de domingo (08), Messias pilotava a aeronave de pequeno porte e sobrevoava o município acompanhado das duas crianças, que, segundo a mãe, a brigadista civil Rosana dos Santos Lima, 33 anos, tinham o sonho de voar e haviam recebido do delegado a promessa de passear no ultraleve. Em circunstâncias que ainda não foram esclarecidas, a aeronave de pequeno porte caiu, foi parar no quintal de uma residência e pegou fogo.

Equipes do Corpo de Bombeiros de Ivinhema, município distante 429 quilômetros de Aquidauana, foram acionadas. Antes da chegada dos militares, moradores conseguiram retirar Messias e Guilherme do ultraleve. No entanto, Igor ficou preso às ferragens, não resistiu e morreu no próprio local.

O vereador e o menino de 12 anos, inicialmente, receberam atendimento no hospital local. Em seguida, foram encaminhados para a Santa Casa de Campo Grande. Com 80% do corpo queimado, além das vias aéreas que também foram atingidas pelo fogo, Messias morreu no início da manhã desta segunda-feira, após sofrer uma parada cardiorrespiratória.

Já Guilherme, que ficou em coma e teve 90% do corpo queimado, foi submetido a procedimento cirúrgico, na tarde desta segunda-feira, para remoção da pele queimada. Em seguida, segundo informações da assessoria de imprensa da Santa Casa, ele foi levado para o CTI (Centro de Terapia Intensiva), mas não resistiu.

Causas apuradas

Conforme o Campo Grande News, há a possibilidade de que Messias tenha errado no pouso e atingido uma árvore. A Polícia Civil de Campo Grande e do município de Ivinhema apuram as causas do acidente. Por meio de nota, a FAB (Força Aérea Brasileira) comunicou que investigadores do Sexto Serviço Regional de Investigação de Acidentes Aeronáuticos foram para Ivinhema para investigar as causas do acidente envolvendo a aeronave de matrícula PU-AFA.