Resende lamenta baixa adesão ao isolamento social em MS: ‘números que nos preocupam’

No ritmo atual, segundo o secretário estadual de Saúde, número de casos de Covid-19 pode dobrar já nos próximos dias

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, durante a live desta terça-feira - Reprodução

Índices cada vez menores de isolamento social seguem preocupando o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, que alerta para a possibilidade do número de infectados pelo novo coronavírus (Covid-19) dobrar já nos próximos dias. Do dia 11 de maio até esta terça-feira (19), os casos confirmados da doença saltaram de 385 para 642, um aumento de 66,7%, à mesma medida em que o recolhimento da população de Mato Grosso do Sul continua baixo em todas as regiões.

Com 38,1% de isolamento social nesta segunda-feira (18), conforme dados da In Loco, o Estado terminou o dia na 26ª posição do ranking nacional, à frente apenas de Goiás, embora a situação tenha números ruins em praticamente todas as 27 unidades federativas. De acordo com Resende, que alerta sobre os números diariamente, a baixa adesão é um prato cheio para a transmissão comunitária do novo coronavírus.

“Números cada vez maiores que nos preocupam, e tudo leva a crer que, nos próximos dias, vamos dobrar o número de casos. Estamos nesse processo contínuo e não há nenhum dado que sinalize que teremos uma data específica para que os casos diminuam”, lamentou o secretário, pedindo para que as pessoas sigam as orientações da pasta.

A maior adesão desta segunda-feira foi entre a população de Figueirão, 51,5%, enquanto, em Sete Quedas, apenas 25,5% dos moradores permaneceram em isolamento. Com a maior incidência do novo coronavírus no Estado, 105 casos, Guia Lopes da Laguna voltou a ter baixos índices de recolhimento, 45,1%. Os números continuam ruins em Anastácio, 34%, ficando entre os 10 piores desta segunda-feira. Já Aquidauana teve adesão de 41,7%.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o índice considerado ideal para reduzir a velocidade do contágio pelo novo coronavírus é de 70%. Confira aqui o ranking dos municípios e estados desta segunda-feira.