Com primeiro caso de Covid-19 em aldeia indígena, SES anuncia nova etapa de plano de ação

Caso foi confirmado em Dourados, município com a maior população indígena do Estado

Primeiro caso de Covid-19 em uma aldeia de MS traz preocupação - Edison Bueno/Funao

Com o primeiro caso confirmado do novo coronavírus (Covid-19) em uma aldeia indígena de Mato Grosso do Sul, a SES (Secretaria Estadual de Saúde) anunciou que o plano de ação para esse grupo específico entra automaticamente na segunda etapa. A paciente, 35 anos, trabalha em um frigorífico do grupo JBS. Ela é da aldeia Bororó/Jaguapiru, em Dourados, e está em isolamento domiciliar.

De acordo com o secretário Geraldo Resende, a pasta já entrou em contato com a diretoria da JBS. A empresa também conta com um plano de contingência interno. A SES, a Secretaria Municipal de Saúde de Dourados, o DSEI (Distrito Sanitário Especial Indígena) e a JBS realizam o levantamento com as informações de todas as pessoas que tiveram contato com o caso confirmado. A rede de convívio é avaliada com fins de rastreio e intervenção, tanto da aldeia, como fora dela. Desta forma, é possível promover exames com as pessoas que estiveram recentemente com a mulher.

Pelo fato de Dourados possuir a maior população indígena do Estado, 17,3 mil, a SES analisa o cenário com preocupação e busca ações rápidas. “Toda equipe de saúde está trabalhando para conter o avanço da doença”, assegurou Resende.

A segunda etapa do plano de ação da saúde indígena terá ampla testagem na população das aldeias, conforme a pasta.