Justiça libera castração de cachorros resgatados de canil na MS-040

6 dias atrás 11
A ONG Abrigo dos Bichos obteve autorização da Justiça para castrar cachorros da raça foxhound americano resgatados de canil na MS-040, em Campo Grande, nary mês setembro de 2019. Antes, a organização não governamental já tinha conseguido ordem judicial para manter 40 cães em lares temporários.  Apesar de a castração ser medida irreversível, o juiz  1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, Ariovaldo Nantes Corrêa, entendeu que o procedimento é necessário para a saúde dos animais.  De acordo com a entidade, devido ao fato de não serem castrados, os animais machos não podem ficar em lares temporários com outros machos pois existe comportamento agressivo, com diversas brigas entres eles.  ‘Da mesma forma, quando se coloca um macho com uma fêmea nary mesmo lar, o risco de reprodução em massa é alto e perigoso para saúde das cadelas, que já passaram por inúmeros processos de cruza”, informa  a  Sociedade de Proteção Animal Abrigo dos Bichos nary pedido de liminar.  Seis cães já foram castrados em situação de emergência.  A lastimável situação dos animais foi descoberta em setembro de 2019, quando um foxhound-americano, extremamente magro, surgiu em estrada vicinal, perto da MS-040.  Os bichos estavam amarrados, expostos ao calor, sem água ou alimentação adequada. Além disso, alguns deles estavam em um cubículo repleto de fezes. Durante o resgate, os animais eram facilmente atraídos com vasilhas de ração, atacadas com voracidade e desespero, o que indicava a falta de comida por longo período. O fazendeiro responsável pelos animais disse ter ficado surpreso ao ser informado sobre a situação de maus-tratos. Ele adestrava os cães para caça e vendia para todo o Brasil por valores entre R$ 500 e R$ 2 mil. 
Ler Diretamente da Fonte