Com demanda contínua por sangue, Hemosul disponibiliza telefones para doador agendar coleta

Medida é adotada para evitar aglomerações durante a pandemia do novo coronavírus. Unidade acendeu o alerta vermelho para os estoques de sangue dos tipos O positivo e O negativo.

Agendamento pode ser feito pelos telefones fixos e, em Campo Grande, também há a opção do WhatsApp -

Com grande demanda por sangue nos hospitais públicos e privados, o Hemosul (Hemocentro Coordenador de Mato Grosso do Sul) tem divulgado amplamente seu telefone para que os doadores possam agendar o dia e o horário da coleta. O objetivo é evitar aglomerações durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

De acordo com a coordenadora do Hemosul, Marli Vavas, mesmo diante de todas as restrições e adesão de hábitos na rotina do brasileiro para enfrentar o vírus, a demanda por sangue é contínua.

“Precisamos de um número adequado de doadores diariamente. Porque a dengue continua, todos os tratamentos que usam plaquetas continuam, os pacientes continuam sendo internados por outras patologias”, lembra Marli.

Além da doação espontânea, o agendamento é mais uma alternativa encontrada para incentivar quem está apto a doar e tem consciência da importância de continuar ajudando na reposição dos estoques da unidade.

“Com o agendamento, conseguimos gerenciar o fluxo de pessoas para evitar a aglomeração”, explica a coordenadora.

Em Campo Grande, o agendamento pode ser feito pelos telefones fixos (67) 3312-1516/3312-1529, ou pelo número (67) 9 9848-3035, que não recebe chamadas e é exclusivo para WhatsApp. No interior do Estado, cada unidade também tem telefone fixo. Em Aquidauana, o número é (67) 3241-7578.

Ainda conforme a coordenadora, para assegurar a segurança dos doadores, o Hemosul redobrou os cuidados e está seguindo todos os protocolos determinados pelo Ministério da Saúde. Além da higienização frequente dos ambientes e de materiais de uso coletivo, como canetas e pranchetas, a rede delimitou espaçamento entre as cadeiras da sala de espera para que haja distanciamento mínimo de um metro entre os doadores.

Estoque baixo

Doadores de todas as tipagens sanguíneas são bem-vindos, mas, no último sábado (25), a unidade acendeu o alerta vermelho para os estoques de sangue dos tipos O positivo e O negativo. A gestora explica o motivo da necessidade frequente dessa tipagem.

“São os sangues que temos mais dificuldades de manter, pois são os que mais utilizam. Mas todos os tipos são bem-vindos, pois também produzimos plaquetas que têm duração de apenas cinco dias”.

Para conferir o endereço, horário de funcionamento e telefone de todas as unidades, basta clicar aqui.