Em uma semana, casos confirmados de Covid-19 saltam de 479 para 805 em MS

Nas últimas 24 horas, MS registrou mais 59 pessoas infectadas, a maioria em Guia Lopes da Laguna, epicentro da doença no Estado

Tubo de ensaio com etiqueta do vírus Covid-19 - Dado Ruvic/Reuters

Há uma semana, no dia 15 de maio, o boletim epidemiológico da SES (Secretaria Estadual de Saúde) apontava 479 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) em Mato Grosso do Sul. O avanço da doença no Estado pode ser reforçado nos números desta sexta-feira (22), que já mostra um total de 805 pessoas infectadas desde o início da pandemia. Somente nas últimas 24 horas, mais 59 exames deram positivo, um aumento de 7,9%.

Os números poderiam ser ainda maiores, já que os municípios precisam encerrar os casos dentro do sistema para que sejam computados no boletim estadual. Em Guia Lopes da Laguna, epicentro da pandemia em Mato Grosso do Sul, dos 50 funcionários de um frigorífico que testaram positivo nas últimas 24 horas, informação dada pelo prefeito Jair Scarpini (PSDB), somente 18 foram computados no boletim desta sexta-feira. No balanço diário, a SES ainda registrou nove pessoas infectadas pela Covid-19 em Dourados, oito em Três Lagoas, sete em Corumbá, seis em Fátima do Sul, quatro em Campo Grande, duas em Jardim e Rio Brilhante e uma em Brasilândia, Deodápolis e Ribas do Rio Pardo.

O mapa de infecção da doença no Estado conta com 40 dos 79 municípios. No total são 224 casos confirmados em Campo Grande, 137 em Guia Lopes da Laguna, 114 em Três Lagoas, 93 em Dourados, 25 em Jardim, 20 em Fátima do Sul, 19 em Corumbá, 16 em Brasilândia e Bonito, 13 em Sonora, 12 em Nova Andradina, 11 em Ribas do Rio Pardo, 10 em Itaporã, nove em Chapadão do Sul, Douradina e Ponta Porã, seis em Bataguassu, Batayporã e Coxim, cinco em Ladário e Vicentina, quatro em Amambai, Deodápolis, Paranaíba e Sidrolândia, três em Paraíso das Águas e São Gabriel do Oeste, dois em Bela Vista, Glória de Dourados, Mundo Novo, Naviraí e Rio Brilhante e um em Alcinópolis, Camapuã, Jateí, Miranda, Paranhos, Rio Verde de Mato Grosso, Selvíria e Tacuru.

Quando é considerada a incidência, que calcula a média em um raio de 100 mil habitantes, Guia Lopes da Laguna lidera no Estado e aparece entre os 10 municípios brasileiros onde a doença mais se espalhou. Brasilândia, Douradina e Fátima do Sul também estão com índice considerado bastante elevado para o número de moradores. No sentido oposto, há municípios que chamam a atenção por, no momento, demonstrarem controle dos casos do novo coronavírus. São exemplos como Chapadão do Sul, Nova Andradina, Sonora e, principalmente, Batayporã, pequena cidade que teve seis casos confirmados e duas mortes logo no início da pandemia, entre março e abril, mas, depois, “sumiu” das primeiras posições do ranking de incidência.

Com relação ao perfil dos infectados em Mato Grosso do Sul, são 55% do sexo masculino e 45% do sexo feminino. A maioria é na faixa etária de 30 a 39 anos (29,5%). Na sequência, em ordem decrescente, aparecem as faixas etárias de 40 a 49 anos (21,6%), 20 a 29 anos (19,4%), 50 a 59 anos (12,4%), 60 anos ou mais (9,4%), 0 a 9 anos (4%) e 10 a 19 anos (3,7%). Até o momento, 269 pessoas que contraíram o vírus já estão recuperadas, 487 cumprem isolamento domiciliar e 32 estão internadas. São 17 mortes em decorrência da Covid-19, das quais seis em Campo Grande, quatro em Três Lagoas, duas em Batayporã e Brasilândia e uma em Dourados, Paranaíba e Vicentina. A taxa de letalidade no Estado é de 2,1%.

Desde o dia 25 de janeiro, são 6.718 notificações do novo coronavírus em Mato Grosso do Sul, das quais 4.837 foram desconsideradas para a doença. Destas, 21 acabaram excluídas por não se encaixarem na definição de caso suspeito do Ministério da Saúde. Outras 4.816 notificações foram descartadas após os exames darem negativo para Covid-19. Atualmente, o boletim traz 379 casos suspeitos em investigação e outros 697 que foram notificados, já tiveram o resultado divulgado, mas precisam ser finalizados no sistema pelas secretarias municipais.

Diariamente, desde março, a Secretaria Estadual de Saúde publica o boletim epidemiológico referente às notificações de casos confirmados/suspeitos do novo coronavírus. As informações divulgadas pela pasta representam os dados oficiais consolidados do Estado que são repassados ao Ministério da Saúde. Para conferir o boletim desta sexta-feira, clique aqui.