Quatro municípios do Estado vão receber o apoio de forças federais para o acompanhamento das eleições gerais deste ano. O pedido foi feito pelo TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) e acolhido, por unanimidade, em sessão plenária administrativa do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

As forças federais vão atuar nas cidades de Amambai, Paranhos, Caarapó e Ponta Porã. Com a decisão, 370 localidades de sete estados receberão auxílio para a segurança nas eleições de outubro.

Além de Mato Grosso do Sul, também já foi autorizado o envio de tropas para atuar nos estados do Acre (11 localidades), Ceará (5), Maranhão (72), Piauí (112), Rio de Janeiro (69) e Rio Grande do Norte (97).

Ministério da Defesa

Com a aprovação do TSE para o destacamento das forças federais, cabe ao Ministério da Defesa definir o quantitativo das tropas e a logística para o deslocamento até as localidades contempladas.

A missão das tropas, formada por militares das Forças Armadas, é assegurar o livre exercício do voto, mantendo a normalidade no dia do pleito, e garantir a apuração dos resultados das eleições nas localidades em que a segurança pública dos estados necessita de reforço.

O TSE também aprovou o envio de militares para dar apoio logístico à Justiça Eleitoral. Até o momento, 101 localidades situadas em regiões longínquas e isoladas do país já têm garantido esse importante auxílio. Quatro delas estão no Estado do Mato Grosso do Sul. As outras 97 localidades se situam em quatro estados da região Norte do país. São eles Acre (41 localidades), Amazonas (25), Amapá (5) e Roraima (26).

Em todos esses locais, os militares atuarão levando equipamentos (urnas e outros materiais), sempre com a presença de servidores e colaboradores da Justiça Eleitoral. (*Foto: cabe ao Ministério da Defesa definir o quantitativo das tropas e a logística para o deslocamento até as localidades contempladas – Divulgação)

COMPARTILHE:

Comentarios

opinaram