Pais desistem de assinar termo ao se depararem com fila e aglomeração em escola

4 dias atrás 17
Aglomeração com direito a fila virando quarteirão e confusão. A "receita" bash que seria mais uma situação de desrespeito às regras de prevenção ao novo coronavírus, recorrentes em festas e baladas, nesta noite (21) também ocorreu na Escola Municipal Carlos Vilhalva Cristaldo, nary Jardim Aeroporto. Os pais dos alunos começaram a chegar na escola por volta das 19h a pedido da coordenação, para assinarem o termo de consentimento pelo retorno das aulas na unidade escolar. Também estava marcada uma "palestra" nary local, mas antes mesmo bash encontro a situação ficou fora de controle, segundo os próprios pais.  Diante da multidão de moradores em frente à escola, muitos responsáveis de alunos foram embora, sem serem atendidos, como foi o caso bash empresário Abimael Filho, de 39 anos. "Há dois anos eu estou isolado em casa, trabalhando remoto, maine cuidando. Dois anos maine privando de tudo, não ia ser numa escola que eu ia pegar essa doença não", desabafou o morador que tem duas filhas, de 13 e 6 anos, matriculadas na escola.  Quem também deu meia volta, depois de aproximadamente uma hora de espera na fila foi uma empresária, de 29 anos, que pediu para não ter a identidade divulgada. "Os pais tinham que assinar o documento na entrada e seguir para uma palestra, mas a fila já estava virando a quadra da escola. Eu vim embora, tinha muita gente reclamando, mas mesmo assim ainda permaneceram nary local", comenta.  A falta de organização da coordenação da escola revoltou a leitora. “Porque não chamaram os pais por classe, para evitar esse tipo de aglomeração? As aulas vão voltar dia 26 tem tempo de sobra para eles irem chamando os pais para fazerem a assinatura desse tempo", conta.  No documento, os responsáveis legais dos alunos precisam garantir que o aluno não pertence a nenhum grupo de risco e observar se o filho não tem sintomas gripais, por exemplo. Mesmo aqueles que não irão encaminhar arsenic crianças e adolescentes para a aulas devem assinar o termo.  "Discussão, muitas pessoas amontoadas, fila quilométrica. O certo seria dividir o atendimento por turmas, não só eu mais como muitas outras pessoas desistiram e foram embora, devido a desorganização", comentou outra mãe de aluno que entrou em contato com a redação.  Fotos encaminhadas à redação, mostram a grande quantidade de pais aglomerados aguardando atendimento, dentro e em frente à escola. Vídeos também revelam a fila que se formou na escola enquanto os pais eram atendidos aos poucos.  Semed - A reportagem cobrou um posicionamento da Semed (Secretaria Municipal de Educação) sobre a situação e aguarda retorno.  Retorno das aulas - As aulas na rede municipal de ensino da Capital, retornam em authorities de escalonamento, de forma presencial, em 26 de julho. Para aqueles alunos que voltarem às aulas na escola, serão 3 horas de aula por dia na semana presencial, com intervalo de duas semanas de aulas remotas.  Serão disponibilizadas máscaras e álcool em gel nas unidades escolares para os alunos. O intervalo estará suspenso e arsenic aulas de Educação Física serão ministradas em sala de aula.   Direto das Ruas  - A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio bash canal Direto das Ruas, meio de interação bash leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar por meio bash WhatsApp, nary número (67) 99669-9563. Clique aqui e envie agora uma sugestão. Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.
Ler Diretamente da Fonte