Casal é preso por fraudar dados de trabalhador para receber auxílio emergencial em Aquidauana

Polícia Civil agiu rápido para localizar os envolvidos, que se aproveitaram da dificuldade do trabalhador no momento de realizar o cadastro

Após susto, trabalhador pode contar com o dinheiro do seu auxílio emergencial - Divulgação/Polícia Civil

Após fraudar os dados de um trabalhador para receber o seu auxílio emergencial, um casal foi localizado e preso pela Polícia Civil de Aquidauana, em ação realizada pela equipe do SIG (Setor de Investigações Gerais).

Conforme informações divulgadas nesta quinta-feira (14), marido e esposa, 26 e 25 anos, respectivamente, aproveitaram-se das dificuldades da vítima, 52 anos, para realizar o cadastro no benefício financeiro concedido pelo Governo Federal, destinado a auxiliar trabalhadores afetados pela crise durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

A mulher se ofereceu para “ajudar” e até preencheu corretamente a maioria dos dados, no entanto, inseriu de forma fraudulenta a conta corrente do marido dela, ao invés da vítima.

Na data autorizada para o saque, o trabalhador esteve na agência da Caixa Econômica Federal, mas foi surpreendido com a informação de que os R$ 600,00 já haviam sido sacados. Diante da situação, registrou boletim de ocorrência.

Os investigadores da Polícia Civil de Aquidauana agiram rápido e identificaram e prenderam os jovens envolvidos na fraude, assim como possibilitaram que o valor por direito da vítima fosse ressarcido integralmente.

O casal foi indiciado pelo crime de furto mediante fraude, que prevê pena de dois a oito anos de reclusão.