Polícia Civil prende homem que estuprou e engravidou enteada de 11 anos em MS

Abusos aconteciam com o consentimento da mãe da vítima. Mulher também foi presa durante a operação.

Operação foi deflagrada nesta terça-feira - Ilustrativa

Depois de passar um ano e três meses foragido, um homem que estuprou e engravidou a própria enteada, de apenas 11 anos à época, foi preso pela Polícia Civil de Ladário, município distante 293 quilômetros de Aquidauana. A operação ocorreu na manhã desta terça-feira (08) e também resultou na prisão da mãe da vítima.

Segundo a Polícia Civil, a investigação apontou que a mulher, 28 anos, tinha ciência de que o companheiro, 47 anos, cometia abusos contra a filha dela, mas não tomou nenhuma atitude e foi conivente com o crime.

Após o oferecimento da ação criminal, o casal teve prisão decretada e estava foragido desde julho de 2018. Nos meses de julho a agosto deste ano, a Polícia Civil de Ladário recebeu mais denúncias de ao menos duas vítimas menores de idade que teriam sido abusadas pelo homem, mesmo estando foragido.

Os policiais civis do município intensificaram as buscas e, com base em levantamentos do setor de inteligência, verificaram que o casal tinha buscado refúgio em áreas rurais na região da fronteira entre o Brasil e a Bolívia, inclusive, permanecendo escondido no país vizinho.

O padrasto e a mãe da vítima passaram a ser monitorados, e a equipe conseguiu prendê-los quando eles retornaram para Mato Grosso do Sul, na casa da mãe do homem.

Os dois serão recambiados ao Estabelecimento Penal de Corumbá, onde aguardarão o término do julgamento do processo e dos demais inquéritos policiais que ainda estão em curso, que investigam o crime de estupro de vulnerável.