Sem lugar para morar, camareiro é suspeito de estuprar três crianças em casa onde foi acolhido

Denúncia foi feita pelo pai das vítimas, com idades de 09, 11 e 12 anos. Ele conheceu o suspeito na igreja e aceitou que morasse em sua residência.

Abusos ocorriam quando o pai das crianças ia para a igreja - Ilustrativa

Por suspeita de estuprar os três filhos de um homem que o acolheu em casa, um camareiro de 55 anos foi preso pela PM (Polícia Militar) de Campo Grande, distante 138 quilômetros de Aquidauana, nesta quinta-feira (03). As vítimas são um menino, 12 anos, e duas meninas, de 09 e 11 anos.

Segundo consta em boletim de ocorrência, o denunciante contou que ele e o suspeito se conheceram na igreja onde frequentam, há cinco meses. Como o camareiro não tinha lugar para morar, ele aceitou que se mudasse para sua residência.

No entanto, nesta quinta-feira (03), o dono da casa foi até a igreja e deixou as crianças sozinhas com o suspeito. Algum tempo depois, o menino de 12 anos telefonou para a mãe, que reside em outro imóvel, e explicou que ele e as duas irmãs vinham sofrendo com abusos sexuais cometidos pelo camareiro.

O menor relatou que foi estuprado quatro vezes, além de ter presenciado os abusos contra as irmãs, sendo que um deles aconteceu na quarta-feira (02), também quando o pai tinha saído para a igreja. O suspeito entrou no quarto das duas meninas e tocou as partes íntimas de ambas.

Por fim, o irmão mais velho relatou que o camareiro fazia ameaças de morte caso a situação fosse levada à polícia.

Após o pai tomar conhecimento da situação, a PM foi acionada e prendeu o suspeito, que negou as acusações. Ele foi levado para a DEPCA (Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente). A Polícia Civil investiga o caso.