Homem é preso com peixes capturados durante Piracema e carne de animal silvestre na BR-262

Disse que ganhou o pescado e a carne durante trabalho em Aquidauana

Pescado e a carne foram apreendidos - Divulgação/PMA

Um técnico em refrigeração foi preso na tarde desta quinta-feira (13), na BR-262, após ser flagrado transportando peixes capturados durante a Piracema e carne de animal silvestre. A ação conjunta foi realizada pela PMA (Polícia Militar Ambiental) de Campo Grande e os fiscais do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul).

As equipes abordaram o homem, 50 anos, na região de Terenos, município distante 110 quilômetros de Aquidauana. Ele conduzia um veículo Fiat/Palio, onde foram encontrados oito quilos de peixes da espécie cachara ainda frescos, todos capturados no período de defeso, e 12 quilos de carne de animal silvestre da espécie queixada ou cateto.

Morador de Campo Grande, o técnico em refrigeração contou que ganhou os produtos em Aquidauana, durante trabalho na reforma de flutuante, mas disse ter pensado que a carne era de porco doméstico.

Ele recebeu voz de prisão e foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Terenos, sendo autuado em flagrante. Terá de responder por crime ambiental de transporte de produto da pesca predatória, com pena que varia de um a três anos de detenção, e ainda recebeu multa administrativa de R$ 860,00 pelo pescado ilegal.

Depois que o trabalho da perícia identificar a qual animal pertence a carne, o campo-grandense poderá ser multado em até R$ 5 mil e responderá por crime de transporte de produto da fauna, em que pena prevista é de até um ano e meio de detenção.

O veículo, o pescado e a carne foram apreendidos.