Jovem é preso após ameaçar massacre em escola de MS, mas chora na delegacia

Estudante disse que tudo não passava de uma brincadeira

Após ameaçar um massacre aos moldes de Suzano (SP) na Escola Estadual Hércules Maymone, em Campo Grande, distante 138 quilômetros de Aquidauana, um jovem de 18 anos acabou sendo preso. No entanto, na delegacia, ele se desesperou, começou a chorar e disse que tudo não passava de uma brincadeira. As informações são do Campo Grande News.

Segundo o portal, o caso ocorreu na noite desta quarta-feira (10). O jovem roteou a rede de Wi-Fi para realizar a ameaça, com os dizeres “Massacre Hércules às 20h30”. A PM (Polícia Militar) tomou conhecimento do caso e, através do uso de um aplicativo, conseguiu identificar o autor da ameaça, que foi preso e levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

No entanto, no local, o estudante não se conteve ao explicar o caso, passou a chorar e garantiu que tudo não passava de uma brincadeira, a qual mobilizou três viaturas da PM. Ele ainda argumentou que outros colegas já tinham feito a mesma coisa dias atrás. O jovem terá de responder por ameaça e apologia ao crime.

Desde o massacre de Suzano, situações desse tipo têm sido registradas com frequência no Estado e já aconteceram em Aquidauana. (*Foto: ameaça de massacre mobilizou três viaturas da polícia – Arquivo/Campo Grande News)