Coronel David critica decisão do STF sobre prisões de deputados estaduais: “ninguém está acima da lei”

Parlamentar de MS repercutiu a decisão proferida na última quarta-feira

O deputado estadual Coronel David - Divulgação/Assessoria

A decisão proferida na quarta-feira (08) pelo STF (Supremo Tribunal Federal), permitindo que as assembleias legislativas dos estados tenham o poder de revogar prisões de deputados estaduais, repercutiu em Mato Grosso do Sul e foi criticada pelo deputado estadual Coronel David (PSL).

Durante a sessão ordinária desta quinta-feira (09), o parlamentar foi categórico ao se manifestar de forma contrária à polêmica decisão do plenário da Corte.

“Ninguém está acima da lei. Sou contra qualquer tipo de benefício ou foro privilegiado. O deputado deve ser tratado como qualquer outro cidadão, como qualquer outro profissional. Precisa entender que está no poder de forma passageira”.

Parlamentares de Mato Grosso do Sul também passam a ser contemplados com a prerrogativa, que faz referência ao artigo 53, § 2º da Constituição Federal, “desde a expedição do diploma, os membros do Congresso Nacional não poderão ser presos, salvo em flagrante de crime inafiançável. Nesse caso, os autos serão remetidos dentro de vinte e quatro horas à Casa respectiva, para que, pelo voto da maioria de seus membros, resolva sobre a prisão”.