Em Brasília, Azambuja cobra do Ministério da Integração liberação de projeto para rodovia Sul-Fronteira

Solicitação foi entregue pessoalmente pelo governador ao ministro Gustavo Canuto

Durante agenda em Brasília (DF), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) cobrou que o Ministério do Desenvolvimento Regional tenha agilidade para analisar projetos estruturantes de Mato Grosso do Sul, entre eles, o que autoriza serviço de pavimentação da rodovia Sul-Fronteira, que margeia a fronteira do Brasil com o Paraguai, ligando os municípios de Ponta Porã e Mundo Novo.

“Temos emendas impositivas de bancada para essa rodovia. Pedimos a celeridade na análise desse e de outros projetos para que possamos licitar”, disse o governador. “Como a emenda é impositiva, ela tem a obrigatoriedade da execução”, completou.

Azambuja destaca que retomar a obra de estruturação da Sul-Fronteira, também conhecida como MS-165, é fundamental para o desenvolvimento da região, razão pela qual ele entregou pessoalmente a solicitação ao ministro da pasta, Gustavo Canuto, nesta quarta-feira (08).

Segundo o governador, o ministro assegurou que, em conjunto com a equipe técnica do Ministério do Desenvolvimento Regional, terá rapidez ao analisar os projetos de interesse de Mato Grosso do Sul.

“A hora que ligarmos Brasil e Paraguai com uma rodovia pavimentada, estruturada, vamos integrar mais aquela região”, afirmou Azambuja.

A pavimentação é aguardada com expectativa pelas classes produtoras e empresariais, já que a chegada do asfalto pode atrair investimentos de empresas e indústrias, fomentando a geração de emprego e renda para as cidades fronteiriças de Antônio João, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Mundo Novo, Paranhos, Ponta Porã e Sete Quedas. (*Foto: governador e ministro se encontraram nesta quarta-feira – Ministério do Desenvolvimento Regional)