Com presença de lideranças nacionais, Ayache toma posse como presidente do PSB em MS

Médico aquidauanense disse que missão vai além de reestruturar o partido

Ayache assumiu oficialmente a presidência do PSB-MS - Divulgação

Em convenção realizada no último sábado (29), o médico e presidente da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul), o aquidauanense Ricardo Ayache, assumiu oficialmente a presidência do PSB (Partido Socialista Brasileiro) em Mato Grosso do Sul. A executiva estadual do partido também é composta pelo vice-presidente Aluísio São José, pelo 1° vice-presidente José Ancelmo dos Santos, pela secretária-geral Thaísa Daiane e pelo 1° secretário Luiz Espinosa.

“Há semanas trabalhamos no diálogo, no debate, ouvindo atentamente nossa militância, lideranças e a nossa gente. E, hoje, ter a casa cheia dessas pessoas que acreditam no nosso trabalho foi emocionante. Aos amigos, familiares e autoridades presentes, meu agradecimento pelo apoio e pela confiança”, disse Ayache.

O médico retorna ao PSB com o objetivo de reorganizar e fortalecer o partido, que conta com quatro prefeitos, 61 vereadores e três vice-prefeitos eleitos em Mato Grosso do Sul. No entanto, segundo ele, a nova missão vai além disso.

“Mais do que reestruturar um partido, queremos resgatar os sonhos do nosso povo, de um Estado e de um País melhor pra se viver. Que estimule o desenvolvimento e a geração de empregos, mas que permite maiores oportunidades de justiça social, acesso à educação, saúde e segurança. É nisso que acreditamos e para isso trabalharemos”.

A posse da executiva estadual do partido contou com a presença de lideranças nacionais do PSB, como o senador João Alberto Capiberibe (PSB-AP), vice-presidente nacional de Modernização do partido, do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, e do deputado federal pelo PSB de Minas Gerais, Vilson Luiz da Silva. Também participaram da convenção o presidente estadual do PSDB, Sergio de Paula, os deputados estaduais Rinaldo Modesto (PSDB) e Felipe Orro (PSDB), os deputados federais Rose Modesto (PSDB) e Fabio Trad (PSD), entre outros.