Em programa de rádio, Azambuja volta a defender inclusão de estados e municípios na Reforma da Previdência

Pauta será discutida em mais uma edição do Fórum dos Governadores, nesta terça-feira, em Brasília. "É muito difícil tratar a questão previdenciária no País com cada ente legislando de uma forma", disse governador à Jovem Pan.

Azambuja no Jornal da Manhã, da Rádio Jovem Pan - Reprodução

Durante entrevista concedida nesta segunda-feira (10) à Rádio Jovem Pan, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), voltou a defender a aprovação de um texto comum para o todo o Brasil na Reforma da Previdência, com a inclusão de estados e municípios.

“Na reforma têm que estar incluídos estados, municípios e o governo federal. É muito difícil tratar a questão previdenciária no País com cada ente legislando de uma forma. Entendo a importância de ter uma reforma com uma lógica para todos os entes das federação”, disse Azambuja.

O debate sobre a inclusão de estados e municípios na reforma promete dominar o cenário político desta semana em Brasília. Nesta terça-feira (11), na Capital Federal, a pauta estará em destaque durante mais uma edição do Fórum dos Governadores. O chefe do Executivo sul-mato-grossense confirmou participação na reunião e explicou que o trabalho será em torno do convencimento das bancadas federais na votação a favor do projeto.

“Precisamos trabalhar nossas bancadas. Já fizemos reuniões do Fórum nas quais todos os governadores se manifestaram favoráveis à inclusão de estados e municípios. Agora precisamos de votos, de cada governador fazer o trabalho com sua bancada para poder levar votos ao plenário”.

Azambuja ainda assegurou o alinhamento da bancada de Mato Grosso do Sul no entendimento de que a reforma única é necessária para o País.

“Aqui nós temos chances de ter nove voto favoráveis, entre senadores e deputados. Nós temos ampla maioria ao texto principal”.

Conforme divulgado pelo deputado relator da reforma da Previdência na Câmara, Samuel Moreira (PSDB-SP), o relatório na Comissão Especial que analisa a proposta na Casa sera apresentado na próxima quinta-feira (13).

“Samuel vai buscar consensualmente aquele texto que possa facilitar para que tenhamos os votos necessários”, avaliou o governador.

A quinta edição do Fórum dos Governadores também discutirá assuntos como Fundeb, Plano Mansueto, Securitização, Lei Kandir, Cessão Onerosa/Bônus de Assinatura, Medida Provisória 868/2018, que altera o marco legal do saneamento básico, e a PEC 51/2019, que trata do Fundo de Participação dos Estados.