Ministra Tereza Cristina, da Agricultura, é exonerada para votar Previdência

Também foram publicados os decretos de exoneração dos ministros Onyx Lorenzoni e Marcelo Álvaro Antônio

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina - Vinicius Loures/Agência Câmara

Em edição extra do DOU (Diário Oficial da União) desta terça-feira (06), foram publicados os decretos de exoneração da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e dos ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

A estratégia tem em vista reforçar o placar favorável e aumentar a articulação política para o segundo turno da Reforma da Previdência, que começa na noite desta terça-feira, repetindo o que já havia acontecido na primeira votação. São necessários 308 votos para que a matéria seja aprovada e enviada ao Senado, em que também será analisada em dois turnos de votação.

Após os trabalhos serem finalizados, o trio deve retornar às funções nas respectivas pastas.

Nas eleições de 2018, Tereza Cristina foi eleita deputada federal pelo Democratas (DEM-MS). Ela assumiria em 01º de janeiro de 2019, mas foi escolhida pelo governo Jair Bolsonaro (PSL) para comandar o Ministério da Agricultura.