Aquidauana: 7º BPM realiza Operação Pantanetta neste feriado prolongado

Além do efetivo da Unidade, haverá reforço de policiais de Campo Grande, Corumbá, Jardim e da região de fronteira

Operação Pantanetta leva o nome do evento que movimenta Aquidauana neste feriado prolongado - Divulgação/7º BPM

Desta quinta-feira (10) até sábado (12), o 7º BPM (Batalhão de Polícia Militar) promove a Operação Pantanetta, nome alusivo ao evento de mesmo nome que acontecerá em Aquidauana durante o feriado prolongado. O objetivo é assegurar a segurança dos moradores locais e dos milhares de turistas que devem marcar presença na cidade ao longo do período.

Segundo informações do 7º BPM, a operação resulta de uma série de reuniões do tenente-coronel PM Silva Neto – comandante do CPA-3 (Comando de Policiamento de Área 3), tenente-coronel PM Marcelo Santos do Amaral – comandante do 7º BPM -, além de suas equipes de oficiais e praças que compõem o Estado-Maior, organizadores do evento e demais forças de segurança da região, em busca do bem comum nos dias de festejos.

Junto ao efetivo da Unidade, Aquidauana contará com o reforço de policiais militares do Batalhão de Choque, Bope (Batalhão de Operações Especiais), PMR (Polícia Militar Rodoviária) e Esquadrão de Polícia Militar Montada, de Campo Grande, além de agentes de segurança do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e de policiais de Corumbá e Jardim. O intuito é organizar um grande aparato para promover o bem-estar de todos, coibindo a prática de crimes e, principalmente, os excessos por parte daqueles que, de acordo com o 7º BPM, não compreendem o significado de “curtir com responsabilidade e segurança”.

A Unidade ainda destaca que a ordem para os agentes envolvidos na operação é que não sejam toleradas quaisquer tipos de atitudes contrárias à legislação vigente, principalmente, referentes à prática de direção de veículo associada ao consumo de álcool (Lei nº 9.503/97 – CTB), uso e comercialização de drogas (Lei nº 11.343/16 – Lei de drogas), importunações libidinosas (Lei 13.718/18 – lei de importunação sexual), além de outras previstas no ordenamento jurídico.

Outro ponto destacado é a fiscalização a quem esteja utilizando aparelhos de som (Dec.-Lei Nº 3.688/41 – Lei das Contravenções Penais), inclusive, os instalados em veículos automotores (Lei nº 9.503/97 – CTB), caso seu uso seja indevido, sem as autorizações legais ou causem transtornos aos moradores.

“Frente ao exposto, nosso desejo é simples. Que cada folião possa curtir os próximos dias com alegria e responsabilidade, respeitando as leis e o direito do próximo”, finaliza o 7º BPM, em nota.